set
22

10 Desvantagens de uma Feira de Veículos

INFRA ESTRUTURA PRECÁRIA

As feiras de veículos disponíveis na região metropolitana de BH, se mostram com estruturas pouco confortáveis para atender um número considerável de visitante, bem como seus expositores. Muitas vezes os banheiros não são adequados, e em algumas, sequer existe locais de sombra para que o visitante possa ter uma trégua do sol escaldante das manhãs de domingo.

ABRIR MÃO DE MOMENTOS DE LAZER

Domingo é tradicionalmente um dia de aproveitar com a Família. Levantar mais tarde, fazer algo diferente, descansar para uma semana produtiva nos projetos pessoais. Assim, uma feira de veículos debaixo de um sol escaldante, não é a melhor opção de lazer, seja para você ou sua família.

INSEGURANÇA JURÍDICA

A insegurança jurídica é principalmente de quem quer comprar um carro. O contato com o vendedor é apenas momento da negociação e conclusão, sendo difícil localizá-lo futuramente, caso seja necessário para resolver algo referente a procedência do carro vendido. Não existe um contrato de compra e venda com cláusulas mínimas, no sentido de resguardar as partes.

Não podemos esquecer que as pessoas que levam veículos para vender nas feiras, de mesma forma correm risco.

COMPRA E VENDA SEM GARANTIA

Além da insegurança jurídica, não se pode deixar de abordar a famosa garantia. Hoje o consumidor tem direito a garantia quando é uma relação de consumo, ou seja, deve existir a figura do fornecedor e do consumidor. O fornecedor é a pessoa que exerce atividade comercial, e como já mencionado, muitos são de fato revendedores de carros, mas se passam como pessoas comuns, simulando que apenas está vendendo um carro de seu uso pessoal. E neste contexto, o consumidor não tem o direito da garantia de 90 dias nos termos do CDC. Por este motivo, é sempre aconselhável negociar uma compra e venda de um carro com uma revenda de veículo devidamente constituída.

MAIORIA DOS FREQUENTADORES SÃO REVENDEDORES

Algumas pessoas buscam feiras com intensão de evitar negociações com as revendas de veículos. Tais pessoas tem a falsa impressão de que negociar com um consumidor final seria mais viável. Porém, vale citar que os maiores frequentadores das feiras são revendedores. E pior, a maioria deles não exerce a atividade de forma regular, ou seja, não tem loja estabelecida. Assim, de toda a forma você acabará negociando com um revendedor, mas sem gozar dos benefícios e garantias que uma revenda pode lhe proporcionar, seja na compra ou na venda do seu carro.

MAIS ESPECULADORES DO QUE COMPRADORES

Nas feiras existe uma grande concentração de pessoas, mas se você observar atentamente, perceberá que os potenciais compradores são poucos. Na verdade, a maior concentração é de revendedores independentes, muitos especuladores, e algumas pessoas que vão apenas exibir seu carro, criando assim, uma falsa impressão de que naquele ambiente existem várias pessoas com a intensão de compra.

COMPRADORES SEM FOCO

Como já mencionado, as feiras de veículos têm um enorme fluxo de pessoas, porém os potenciais compradores ficam sem foco na aquisição do carro. Mesmo diante de uma boa oportunidade, acredita que vai encontrar uma oportunidade ainda melhor, e neste contexto, acaba não tomando a decisão necessária. É um ciclo, uma busca incessante de oportunidade que na verdade não existe. O que pode ser definido como uma oportunidade, é comprar um carro de boa qualidade, dentro da sua necessidade, e pelo preço justo de mercado.

DIFICULDADE DE TESTAR E AVALIAR DETALHADAMENTE O CARRO

Como é um local muito cheio, você não tem a comodidade de avaliar detalhadamente o carro, ou fazer um test drive, a fim de verificar se o mesmo está dentro de sua expectativa. Isto ocorre pela dificuldade frente ao fluxo de pessoas nos corredores, e também pelo risco de perder a vaga em que o carro se encontra em exposição. Assim, via de regra, as negociações são feitas com base no que pode ser detectado apenas no campo visual.

NEGOCIAÇÃO COM PENDENCIA

Como não é um dia útil, certamente você não vai conseguir concluir a negociação, seja no papel de comprador ou de vendedor. Não existe expediente bancário e cartorário aos domingos.

Receber ou pagar em espécie não é a melhor opção. Por este motivo, além de comprometer seu domingo, você terá que disponibilizar mais um dia durante a semana, para cuidar de toda parte burocrática da negociação.

MÉTODO ULTRAPASSADO DE VENDA

Se voltarmos a algumas décadas, de fatos as feiras de veículos exerciam um papel fundamental na agilidade e volume de compra e venda de carros. Também era muito comum os grandes feirões patrocinados pelos bancos e financeiras.

Porém, verifica-se que este modelo está bastante ultrapassado, tendo em vista a praticidade e agilidade do ambiente virtual, onde o comprador pode ver as fotos, tirar as dúvidas e apenas ir até o carro, com praticamente 100% da decisão tomada.

Aquele comprador que sai de casa sem saber ao certo onde e como iria comprar o seu novo carro, está cada vez mais raro, pois o comprador contemporâneo já sai de casa decidido qual será seu próximo carro, cabendo apenas validar pessoalmente as informações coletadas no campo virtual.

Analisando todos os pontos abordados podemos concluir que as feiras de veículos têm uma viabilidade apenas para seus organizadores, afinal o valor da entrada e extremamente elevado, e a chance de comprar ou vender um carro é muito reduzida, além de ser um ambiente pouco estruturado para volume de usuários.

Atualmente com a popularização da internet, o acesso a smartphones cada vez mais sofisticados, aliados a vários classificados de veículos, quem quer comprar um carro, pode selecionar uma dezena deles em apenas alguns minutos, com toda comodidade de sua casa ou trabalho, sem a necessidade de abrir mão de seu final de semana, e ainda pagar caro por uma baixíssima expectativa de venda.